Federação Catarinense de Futebol
Filiada a Federação
Catarinense de Futebol

A LIGA

HISTÓRIA

FUNDAÇÃO DA LIGA BLUMENAUENSE

O Capitão e futuro General do Exército Newton Vieira liderou o processo de criação da Liga Blumenauense de Desportos, em 13 de agosto de 1940, na sede da Sociedade Ginástica, quando juntamente com Alfredo Campos, Benjamin Margarida, Manoel Pereira Junior e Willy Pawolsky, reuniram-se para formar uma entidade que unisse as agremiações esportivas da cidade, com destaque para o futebol.

Mais alguns encontros foram realizados, até que em 12 de janeiro de 1941 foi aprovado o estatuto que criaria a Liga Blumenauense de Desportos, mais tarde Liga Blumenauense de Futebol.

Os primeiros clubes filiados foram... Amazonas, Bandeirante, Blumenauense, Brasil, Guarani, Concórdia (Rio do Sul), Indaial, Timboense e Tupi (Gaspar).

Já na primeira semana de atividade a Liga Blumenauense de Desportos fez um jogo preparatório no estádio da Alameda Rio Branco. O objetivo era escolher atletas para compor uma equipe que disputaria dois jogos contra a seleção da Associação Catarinense de Desportos (ACD), de Joinville.

BRANCO 11 X 1 AZUL
Data: 19/janeiro/1941
Estádio: Baixada da Alameda Rio Branco
Branco: Margarida (Miguel), Arécio e Pfau; Fischer, Boia e Borba; Janga, Heine, Willy, Felipinho e Xarope.
Azul: Miguel (Margarida), Arthur e Diegoli; Mário, Arnoldo e Longo; Carreiro, Janguinho, Marcolino, Generoso e Girão.
Gols: Janga (4), Willy (4), Felipinho (2), Boia (B) e Carreiro (A)

O estádio Ernesto Schlemm Sobrinho em Joinville sediou o primeiro jogo no dia 2 de fevereiro, vitória fácil da ACD por 9 a 1, já no dia 9 de fevereiro os blumenauenses venceram por 3 a 0 e forçaram um novo jogo que só foi acontecer um mês depois, 9 de março em Blumenau. O árbitro Alberto Moritz, de Florianópolis, teve muito trabalho para apitar, houve muita confusão e o selecionado da ACD abandonou o campo quando o placar estava em 1 a 1, a vitória foi então do time da Liga Blumenauense.

Cinco equipes participaram do primeiro campeonato promovido pela Liga Blumenauense de Futebol em 1941.

Amazonas Esporte Clube (Garcia/Blumenau)
Sociedade Desportiva Blumenauense - GE Olímpico (Centro)
Recreativo Brasil Esporte Clube - Palmeiras EC /Blumenau EC (Centro)
Sociedade Desportiva 21 de Abril (Gaspar)
Victória Futebol Clube (Velha - Blumenau)

TORNEIO INÍCIO
O Amazonas foi o primeiro campeão oficial de Blumenau, o time do Garcia venceu o Torneio Início no dia 20 de abril.

Fase preliminar
Recreativo Brasil 1 x 0 21 de Abril

Semifinal
Blumenauense 3 x 0 Victória
Amazonas 2 x 1 Recreativo Brasil

Final
Amazonas 2 x 0 Blumenauense

Árbitros que atuaram no torneio: Nilo Silva, João Carvalho e Manoel Pereira Junior.

CAMPEONATO
Durante toda a competição o Recreativo Brasil apresentou melhor desempenho e não encontrou muita dificuldade para ser campeão, a festa do título ocorreu no dia 20 de julho com uma vitória de 2 a 0 sobre o Amazonas, no campo do bairro Garcia, os dois gols foram marcados por Augusto.

O primeiro campeonato teve um protagonista famoso, na partida do turno entre Brasil e Amazonas, o árbitro foi Arthur Friedenreich, que estava em visita ao estado de Santa Catarina e aceitou convite para apitar.

O fato negativo na competição foi a desfiliação do 21 de Abril, de Gaspar, por deixar de cumprir obrigações determinadas pela Liga, o último jogo da equipe foi a derrota por 7 a 0 para o Blumenauense no dia 15 de junho.

A rivalidade entre Brasil e Blumenauense não terminou bem, os dois fecharam a tabela de jogos do campeonato e, mesmo com o título definido, a violência imperou no gramado, dois atletas 'brasileiros' foram parar no hospital: Janga e Mário.

Campanha do Brasil

Turno
24/4 - Recreativo Brasil 6 x 2 21 de Abril
11/5 - Recreativo Brasil 4 x 1 Victória
1º/6 - Recreativo Brasil 1 x 1 Amazonas
22/6 - Recreativo Brasil 7 x 1 Blumenauense

Returno
06/7 - Recreativo Brasil x Victória (não encontrado)
24/7 - Recreativo Brasil 2 x 0 Amazonas
10/8 - Recreativo Brasil 3 x 4 Blumenauense

Jogo do título

Data: 24/7/1941
Local: Estádio do Garcia (Blumenau)
Árbitro: Alberto Moritz
Recreativo Brasil - Juca, Pfau, Schramm, Machado (Girão), Doquinha, Borba, Mário, Augusto, Janga, Carreiro e Correa.
Amazonas - Fanfa, Pera, Miojo, Vitório, Bóia, Sina, Tute, Alfredinho, Nena, Leopoldo, Olimpio.
Gols: Augusto (2)

No campeonato de Aspirantes (2º quadro) o título ficou com a S.D. Blumenauense.

TORNEIO DE ENCERRAMENTO
31/agosto/1941
Blumenauense 1 x 0 Amazonas
Recreativo Brasil 4 x 0 Victória
Final
Blumenauense 0 x 1 Recreativo Brasil
Campeão: Recreativo Brasil

Fontes: A Cidade de Blumenau e a Nação

TÚNEL DO TEMPO: CLUBES TROCAM DE NOME

Durante a Segunda Guerra Mundial, o Governo Federal, através do Conselho Nacional de Desportos, baixou a circular 01/1944, determinando que as associações, clubes e entidades esportivas não poderiam mais utilizar nomes de cidades, estados e países, assim algumas equipes do Vale do Itajaí tiveram que trocar de nome.
O Timboense, de Timbó passou a ser a Sociedade Desportiva Recreativa União, manteve as cores branca e vermelha.
O Esporte Clube Indaial passou a ser chamado de Internacional, o escudo nem precisou de mudança, pois continuou com as iniciais 'ECI'.
Em Blumenau, o América Futebol Clube, da Itoupava Norte, virou Guarani Esporte Clube.
O Recreativo Brasil adotou o nome Palmeiras Esporte Clube.
Em 1945, após o fim da segunda guerra, a diretoria alviverde tentou retomar sem sucesso a denominação anterior e continuou Palmeiras.
No distrito do Garcia, o Amazonas deu lugar ao Aimoré Esporte Clube, em 1947 o time azurra retornou ao nome antigo.

A Sociedade Desportiva Blumenauense virou Grêmio Esportivo Olímpico, com esse nome o clube conquistou dois campeonatos estaduais em 1949 e 1964.

Fonte: CND, A Nação, A Cidade de Blumenau, “Memória de um Blumenauense” (Tesoura Júnior)

Foi somente no ano de 1952, ou seja, 11 anos após sua criação que se encerram as atividades em nome de todas as modalidades esportivas e passa-se exclusivamente ao futebol, denominando-se ora adiante Liga Blumenauense de Futebol.

A Liga Blumenauense de Futebol passou por muitas coisas ao longo da sua existência, coisas boas e ruins, momentos de glórias e de dificuldades. Um destes momentos começa quando foi promulgada a Constituição de 1988. Por lei, todas as atividades esportivas que acontecessem na área de abrangência de uma liga tinham que pagar tributos. Se uma associação privada, um clube social, por exemplo, quisesse montar uma piscina para seus associados, teria que pagar tributo. Se um clube tivesse um campo de futebol, da mesma forma era obrigado a pagar tributos.

Da mesma forma acontecia com os times profissionais que jogavam em Blumenau, a cada partida que fossem cobrados ingressos, 1% ia para a liga e 1% para seu presidente. Desta forma a liga mantinha os campeonatos e ajudava os clubes, isso até 1988 quando foi promulgada a nova Constituição.

As ligas não poderiam mais receber nenhum tributo e começam a enfraquecer. Com o fim dos tributos a Liga Blumenauense de Futebol fica sem receita e em pouco mais de 3 anos, é despejada da sede que ocupava na Rua XV de Novembro. A partir daí, passou a ocupar vários espaços, muitas vezes emprestados, outras na casa de ex-presidentes. Durantes estas seguidas mudanças foram perdidos muitos documentos, outros mais também foram nas enchentes, quando a entidade ocupava um espaço cedido junto ao ginásio Sebastião Cruz, quase toda a história da liga foi embora com as águas.

Foi só no ano de 2012 que a Liga Blumenauense de Futebol começa a se restabelecer financeiramente, crescer e desenvolver novamente.

Fonte: “LBF 75 anos de bola rolando” (Luis Carlos Koch)

Atualmente a Liga Blumenauense de Futebol possui jurisdição além de Blumenau, nos municípios de Indaial, Rodeio, Ascurra e Apiúna.

NEWSLETTER

Cadastre-se e receba todas as novidades por e-mail!

CONTATO Fale Conosco

Rua Alberto Stein, 199 - Velha
89036-900 - Blumenau / SC
Portal Turístico Parque Vila Germânica - Sala B
Fone: (47) 99197-9143
E-Mail: ligablumenau.54950sc@cbf.com.br
"Respeito, Ética e Transparência"